terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Minha Experiência: Depressão e Síndrome do Pânico.

É um assunto meio chato,mas achei que deveria falar,quem sabe eu ajude alguém ou alguém sinta as mesmas coisas que eu,de qualquer forma é sempre bom desabafar.
Eu acho que tenho isso à muito tempo,mas nunca entendi o que era,faz uns três anos que descobri realmente e me mediquei para isso.
Eu sou a única mulher entre quatro irmãos e meu irmão mais jovem é nove anos mais velho que eu,por isso sempre fui muito sozinha,nunca fui muito sociável,nos meus tempos de escola sofri bullying,tive que trocar de colégio e não tive grandes amizades até a sétima série onde fiz uma amiga,mas apesar de ser "inteligente",nunca lidei bem com falar em publico,ela se tornou uma éspecie de porta voz,no grêmio escolar por exemplo,nós desenvolviamos idéias,mas eu nunca transmiti...
Fui sempre assim,as pessoas me chamavam de metida,mas não era verdade,não me dava bem com muitas pessoas,com o passar do tempo isso foi piorando...
Com 18 anos comecei a trabalhar,não tive escolha era atendente de lanchonete e tinha que lidar com o público,com 19 anos casei,mas não saia com estranhos,só com meu marido,ele era musico,fazia shows,mas eu não comparecia porque não conseguia lidar com multidões,muito menos ficar sozinha em meio à muitas pessoas...
Procurei tratamento para depressão,pois com alguns problemas familiares,nunca fui muito feliz,até que à uns dois anos atrás as crises de pânico começaram a ficar piores,não saia de casa,não atendia o telefone,não falava com as pessoas,não abria nem portas,nem janelas e se alguém chamasse não atendia...Quando ficava nervosa saia de mim,não conseguia parar de chorar,ficava sem ar sentia fortes dores de cabeça e surgiam manchas rochas no meu corpo.
Por mais que eu tentasse havia um bloqueio muito complicado,é difícil de explicar,mas eu travo!
Já tomei dois tarjas pretas ao mesmo tempo e me sentia dopada,dormia demais,tinha enjoos,engordei aproximadamente vinte quilos...
Parei com os medicamentos por conta própria,pois os médicos divergiam entre si,um idicava uma coisa,me dava mal estár,procurava outro que falava que o tratamento do outro estava errado...
Enfim parei! MAS NÃO ACONSELHO!
Pois minha condição não tem tido grandes melhoras,não consigo trabalhar,parece que todos à minha volta estão me observando,é muito difícil,não saio de casa facilmente...
Mas estou tentando e tenho fé que as coisas vão dar certo,preciso recuperar minha auto estima,ter mais contato com pessoas,tentar entender o que aconteceu comigo,eu sei que foram muitos traumas,mas isso não pode afetar minha vida tanto assim.
Não estou falando disso para que tenham pena,JAMAIS!
Quero ajudar alguém que passe por essa mesma situação,para que não deixe que essa doença cresça(pois é uma doença),procure tratamento e tente ser feliz,pois esse é o primeiro passo para a cura.

9 comentários:

  1. o importante é o tratamento para que fique tudo bem...
    adorei o texto!
    Aos Dezesseis Anos - Blog | Twitter | PageFB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POisé,como disse estou sem tratamento constante,mas quando fico muito nervosa tomo o anti depressivo,mas só quando não estou bem!

      Excluir
  2. Puxa, Ercília... Nunca imaginei, mas tenho certeza que tudo vai melhorar. No que eu puder ajudar, viu? Não sou psicóloga, nem psiquiatra ou coisa parecida, mas pode ter certeza que podes ter uma amiga, apesar da distância. O medo se vence tentando, agindo, vivendo. Tente fazer as coisas devagar: tente entrar em contato com alguma amiga (se morássemos mais perto, você não me escapava! kkkkkk...), nem que seja por e-mail, torpedo ou telefone. Sempre é bom desabafar, conversar. Eu não tive exatamente o que você teve, mas já tive uma fase de não querer sair de casa. Tentei contornar isso saindo, me divertindo, mesmo só. Eu ia ao cinema, fazia compras, sozinha e me divertia. Depois comecei a estudar para ser obrigada a sair de casa. Conheci amigas maravilhosas que tenho como irmãs e até arranjei uma filha postiça! kkkkkkkk... Tenha certeza que você é capaz de vencer, Linda, Deus está no comando! Qualquer coisa, estou aqui, viu? Beijos!!!

    solteiras-noivas-casadas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, esqueci de dizer, ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiii o gatinho lá em cima! rsrsrsrs... Eu tenho 2 gatinhos que amoooooooo!!! Xero!

      Excluir
    2. Muito obrigada mesmo!
      Fico muito feliz em saber que tem pessoas que se preocupam com as outras e que são capazes de ajudar...
      Fiquei emocionada em ver seu comentário e pode ter certeza que estou e estarei fazendo o possível para melhorar,cada dia é uma batalha,mas a gente não pode se dar por vencida.
      Nem sei o que dizer,vc me cativou,de verdade,nunca pensei em ver um comentário assim.
      Desejo à você toda a felicidade do mundo,mesmo sem te conhecer sua atitude já mostra o seu valor.
      Estou muito agradecida.
      Eu também sou fascinada por gatos!

      Excluir
    3. Owwwwwwwwnnn... Eu vou responder lá e aqui! kkkkkkkkk...
      Depois você olha aqui (tá em "My Life", no meu banner do lado direito onde tem uns corações):

      http://solteiras-noivas-casadas.blogspot.com.br/p/meus-gatinhos.html

      Aí você vai ver meus amores e meu novo amor! kkkk... Agora além de 2 gatinhos temos também um cãozinho.
      Quer me add no meu face? É este:

      https://www.facebook.com/deusados7mares

      Assim a gente pode estreitar os laços, Flor! :-)
      Xerinho!!!

      Excluir
  3. Obrigada ♥.♥

    Adorei o texto <3

    Instagram: ferdallan
    http://www.leferblog.com

    ResponderExcluir
  4. Oi flor, realmente as vezes por mais que a gente tente ajudar alguém parece que palavras não são suficientes. Mas ainda assim te digo que da mesma forma que vc teve essa atitude corajosa em expor o seu problema continue tendo coragem para enfrentá-lo, para se abrir para a vida porque o medo tem o poder de nos paralisar mas se o enfrentarmos e não acreditarmos nas besteiras que vem a nossa mente as vezes, aquelas coisas ruins parecem que vão enfraquecendo dentro de nós. E que bom que vc disse que tem fé, isso pode te ajudar muito, pq Jesus disse que até mesmo uma fé bem pequenininha, do tamanho de um grão de mostarda pode mover montanhas! Então, saia de casa,passeie, sorria, ande pela rua mesmo que no começo seja sem vontade e vc vai ver que nada de mal vai te acontecer e vai se tornar uma pessoa mais forte, um bjão, conta comigo tb!

    rebeca-mello.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obriga,fico muito feliz de verdade em receber esse apoio,minha atitude de expor é extamente para isso,quero lidar com esse problema e não escondê-lo,as vezes as pessoas julgam sem ao menos saber nossas batalhas diárias.
      Obrigada pelo apoio!

      Excluir

Obrigado pela visita, sua opinião é importante!
Seja educado naquilo que deseja expressar.
Obrigada.